03/11/2017

Nunca Julgue uma Dama pela Aparência - Sarah McLean (Série O Clube dos Canalhas)


Oi pessoal! Tudo bem?
Hoje é dia da última resenha dessa série de romance de época que me cativou tanto que a autora tem um lugar especial no meu coração. Sua escrita, descrição e personagens são extremamente encantadores. Mas borá para a resenha meu povo!

Sinopse:
Duncan West, assim como todos os homens, enxerga apenas o que quer... Mas ele estava prestes a ver o que não queria. Para a aristocracia, Lady Georgiana é a pobre irmã de um duque, rejeitada pela família após ter sido arruinada no pior tipo de escândalo possível: uma mulher que fez escolhas infelizes ao entregar-se de corpo e alma para um rapaz que todos desconhecem. Mas a verdade é sempre muito mais chocante! Nos recônditos mais obscuros de Londres, Lady Georgiana é a mulher mais poderosa da Grã-Bretanha, a rainha do submundo londrino, e atende pelo nome de Chase, o lendário e temido fundador do cassino mais exclusivo da cidade, o Anjo Caído. Circulando disfarçada pelos corredores de seu império, Chase sabe dos piores segredos dos figurões da sociedade e tem todos os poderosos na palma e sua mão, mas durante anos os seus próprios mistérios nunca foram descobertos... Até agora! Brilhante, inteligente e bonito como o pecado, o jornalista Duncan West está intrigado com a linda mulher - que de alguma forma está ligada a um mundo de trevas e perdição. Ele sabe que Georgiana é muito mais do que parece e promete desvendar todos os seus segredos, expondo seu passado, ameaçando seu presente e arriscando tudo o que ela tem de mais precioso. Inclusive seu coração.



O que dizer sobre essa série que tem tantas personagens femininas fortes?? Pois é, só sentir e ler. Sarah trás para o leitor a imagem de mulheres que lutam para ser mais em uma sociedade que as oprime e julga tanto.

Nunca Julgue uma Dama pela Aparência conta a história de Georgina, Chase e Anna. Desde o terceiro livro eu já desconfiava qual seria o desfecho da série. Porém, Sarah, como sempre, nos surpreende com o passado de uma mulher forte que lutou contra a sociedade para proteger quem amava.

"“Eu te amo.” 
Três pequenas e estranhas palavras que continham um poder imenso. Não que Lady Georgiana Pearson – filha e irmã de duques; filha da honra, do dever e da tradição imaculada; uma jovem de sociedade criada para ser perfeita – as tivesse ouvido algum dia. Aristocratas não amam. E mesmo que amassem, com toda certeza não fariam uma coisa tão comum como admitir isso. Assim, foi um verdadeiro choque quando essas palavras escaparam de seus lábios com tanta facilidade, confiança e sinceridade. Mas Georgiana nunca, em seus 16 anos de idade, acreditou tanto em alguma coisa, e nunca foi tão rápida para se livrar dos grilhões das expectativas que vinham com seu nome, seu passado e sua família. Na verdade, ela aceitou tudo – os riscos e as recompensas –, empolgada por, finalmente, sentir algo. Por viver. Por ser." 

Esse livro foi o único em que o casal protagonista não passou pela parte de negação do romance. Desde o começo os dois vivem o que sentem sem querer negar, mesmo sabendo que existem muitos segredos entre eles.

Ainda que Duncan pudesse ser o canalha da vez, a autora no surpreende novamente. Como em suas histórias muitas coisas não são óbvias, Chase ganha a figura de canalha neste livro. O que deixa a história mais emocionante.

Em vários momentos eu fiquei triste pela forma como os dois acabavam usando os seus segredos para impedirem-se de estar juntos e felizes, principalmente Chase.

"É claro que Caroline estava bem. Ela estava protegida por meia dúzia de portas trancadas e vários homens em guarda nos corredores adiante, além de Asriel, que estava com Georgiana há mais tempo que qualquer outro. Mas não importava. Quando Caroline estava em Londres, ela corria riscos. Georgiana preferia a filha em Yorkshire, onde ficava a salvo de olhares curiosos, fofocas sussurradas e insultos odiosos; onde podia brincar no sol como qualquer criança normal. E quando a menina estava na cidade, Georgiana preferia que ela ficasse na casa do tio, longe do Anjo. Longe dos pecados da sua mãe. E do seu pai." - Capítulo 4

Neste volume nós descobrimos muitos segredos, inclusive o motivo da criação do Anjo Caído. Não quero falar muito da história, para não contar todos os segredos de Chase. Então só posso dizer que eu recomendo MUITO que todos vocês leiam a série, pois Sarah cativa, encanta e emociona os leitores em casa página de seus romances.

Eu já li outra série da autora (ainda falta o último volume) e posso dizer que ela escreve muito bem e seus personagens sempre tem uma história inusitada para nos contar.

Boa leitura!


Leia as resenhas da série:

Conheça outros livros da autora:

Não se esqueça de me seguir nas redes sociais:

Comente com o Facebook: